Toda vez que acessamos nosso e-mails ou redes sociais, fazemos login. Quando entramos em plataformas específicas, também fazemos login. Fazer “login” é um termo comum no nosso dia a dia. No entanto, poucas pessoas sabem de fato o que esse termo significa. Portanto, se você deseja saber o que é fazer um login e qual a importância desse recurso, continue lendo esse artigo.

Veja também o que é DLC!

O que é login?

O que é fazer login? Entenda o termo! - Foto: CT
Entenda o termo! – Foto: CT

Login é um termo em inglês que significa ter acesso a algo no meio digital. Portanto, no uso geral do PC, o login é o procedimento usado para obter acesso a um SO ou app, geralmente em um PC remoto. Quase sempre um login requer que o usuário tenha um ID de usuário e uma senha. Além disso, vale lembrar que frequentemente, o ID do usuário deve obedecer a um comprimento limitado, como oito caracteres, e a senha deve conter pelo menos um dígito e não corresponder a uma palavra do idioma natural. Assim, a ID do usuário pode ser conhecida livremente e é visível quando inserida em um teclado ou outro dispositivo de entrada. Por outro lado, a senha deve ser “segredo” (e não aparece quando é escrita). 

Por fim, alguns sites exigem que os usuários se registrem para usar o site. Dessa forma, os usuários registrados podem então entrar no site fazendo login.

De onde o termo veio?

O que é fazer login? Entenda o termo! - Foto: FP
Entenda o termo! – Foto: FP

A palavra se formou pela junção de “log” e “in”. Em inglês “log” seria próximo a uma espécie de registro e “in” significa dentro. Dessa forma, fazer um login é entrar no registro ou ter acesso a algo. Além disso, vale lembrar que uma expressão (do nosso idioma) que funciona como sinônimo é “iniciar sessão“. O contrário de login é logout, que significa “encerrar sessão“.

Por que o login é necessário?

O que é fazer login? Entenda o termo! - Foto: VT
Entenda o termo! – Foto: VT

Se o login não estivesse presente, qualquer pessoa poderia ter acesso a informações sigilosas. Portanto, é possível fazer uma analogia onde ele se assemelha a uma senha de banco. Não por acaso, as redes sociais e contas do Google melhoram cada vez mais o sistema de acesso, implementando a autenticação em duas etapas e exigindo um e-mail de recuperação caso o usuário esqueça a senha. Além disso, também não é incomum que o Google peça para o usuário verificar a sua conta cada vez que um login incomum seja detectado pela empresa.

Na hora de escolher uma senha de acesso para o login, muitas pessoas ignoram a recomendação de fugir das escolhas mais óbvias. Portanto, nome dos filhos ou companheiros, datas de nascimento e muitas vezes o próprio nome da pessoa são alguns dos erros registrados na hora de criar uma senha.

Dessa forma, para que seu acesso seja mais difícil de ser hackeado, crie sempre senhas únicas e que intercalem letras minúsculas e maiúsculas, números e caracteres. Por exemplo, ao invés de somente “asenha”, o indicado seria “@WebShare&2018#” ou algo bem mais complexo.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!