No final do ano passado, um meteorito do tipo “bola de fogo” foi avistado sobre a cidade Uppsala, Suécia. A rocha vindo do espaço pesava mais de 9 toneladas, no trajeto pela atmosfera da Terra ela deixou alguns fragmentos pra trás, um deles foi encontrado por cientistas da Noruega. O fragmento em questão pesa aproximadamente 14 Kg e deixou um rastro de destruição na vegetação por onde passou.

Sony celebra primeiro aniversário de Dreams com novo trailer

Cientistas do Swedish Museum of Natural History previram que alguns fragmentos do então meteorito pudesse cair perto do vilarejo de Adalen. Como tinham calculado, foram encontrados pedaços que mediam apenas alguns centímetros, mas também notaram pelas raízes das árvores que algo bem maior e pesado tinha caído por ali.

Os geólogos Andreas Forsberg e Anders Zetterqvist então decidiram voltar até a região para tentar encontrar a então rocha que tivesse feito aquele estrago, depois de procurar um pouco encontraram um pedaço bem maior da rocha espacial. Tratava-se de um meteorito coberto por um pouco de musgo, que estava a quase 70 metros do local onde eles encontraram os fragmentos menores. Um lado da rocha era chato, que acreditam ter sido causada pela forte colisão.

Meteorito achado na Suécia veio de "bola de fogo" que tinha mais de 9 toneladas
Meteorito achado na Suécia veio de “bola de fogo” que tinha mais de 9 toneladas – Foto: Reprodução/CanalTech

Mais detalhes sobre o meteorito

Forsberg Explicou que o meteorito deve ter quicado duas vezes na hora da queda: “o primeiro impacto foi na pedra, e depois ricocheteou dali para a área com o musgo e as raízes, onde o meteorito foi completamente esmagado”, disse.  “Dali, ele ricocheteou de novo por 70 metros na direção reversa, é fascinante”. De acordo com o geólogo, a descoberta ficou mantida em segredo para evitar que outras pessoas o levassem para fora do país.

Eles perceberam também que havia depressões circulares no objeto, que se formam nos meteoritos de ferro quando a rocha derrete parcialmente durante a passagem pela atmosfera terrestre: “esse é o primeiro exemplo claro de um meteorito que caiu recentemente em nosso país”, disse Dan Holtstam, curador do museu. Essa foi a primeira vez em 66 anos que um objeto dessa natureza tinha sido encontrado na Suécia. “Está em ótima condição, e meteoritos de ferro geralmente enferrujam na natureza, então vamos analisá-lo e, possivelmente, exibi-lo no museu no futuro”, completa.

Eric Stempels, astrônomo da Universidade de Uppsala, disse que, por saberem que se trata de um meteorito de ferro, é possível fazer uma simulação da queda de uma maneira mais precisa: “é bem provável que este meteorito seja o maior fragmento que existe deixado pela rocha de 9 toneladas, e provavelmente há pedaços menores deixados na região”. Meteoritos de ferro são o segundo tipo mais comum que atingem a Terra, atrás apenas dos meteoritos rochosos, que acreditam guardar pistas sobre as origens do Sistema Solar.

O que você achou do meteorito? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!