A Huawei pode cortar de forma drástica sua quantidade de desenvolvimento de smartphones este ano, de acordo com boatos que surgiram da Nikkei Asia. Produtores de componentes têm reportado de forma anônima que a companhia pode diminuir em mais da metade a quantidade de celulares que vai liberar em 2021. E o motivo para isso viria, em grande parte, das sanções que a marca ainda está enfrentando devido ao governo dos Estados Unidos.

Notebook não inicia? Saiba o que fazer!

Ainda estamos no momento de boatos. No entanto, os dados parecem bem confirmados. O post diz que conseguiu a “dica” de diferentes fontes de fornecedores que trabalham com a Huawei, que estariam sendo comunicados pela própria companhia da diminuição. De acordo com o que foi dito, a desenvolvedora estaria com planos de solicitar componentes para o desenvolvimento de um total entre 70 e 80 milhões de smartphones este ano. Este número é por volta de 60% inferior do que os 189 milhões de celulares que a Huawei desenvolveu no ano passado. Algumas perspectivas ainda piores de fornecedores dizem de somente 50 milhões de smartphones da Huawei sendo produzidos em 2021.

A grande diminuição no desenvolvimento de dispositivos seria diminuir gastos. Além disso, pelo fato de a Huawei estar passando por impedimentos para achar diversos dos componentes precisos para desenvolver seus smartphones. Isso pela restrição de solicitá-los de companhias norte-americanas. Outra forte indicação disso, vindo também dos boatos, é de que a companhia estaria somente solicitando chips para 4G e não 5G.

Mais detalhes sobre os próximos passos da Huawei

A impossibilidade de publicar versões de celulares com conexão 5G principalmente este ano deve ser um ataque imenso à Huawei. Ou seja, em especial pelo fato de que esta já esteve na linha de frente da tecnologia, o que incluía a oferta de infraestrutura para muitos países para utilizarem a rede. A notícia não foi afirmada de forma oficial. Além disso, a Huawei não fez comentários sobre os boatos que apareceram sobre um desenvolvimento reduzido de smartphones este ano.

Se as informações recebidas pela Nikkei Asia ser provarem reais, a Huawei não vai ter meios de evitar a diminuição de ainda mais posições no ranking das maiores companhias de celular do planeta. Ou seja, uma lista da qual já chegou a estar no segundo lugar.

O que você achou da possível diminuição de produção da Huawei? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!