A gigante chinesa, Huawei, só recentemente injetou recursos significativos no novo grupo

Aparelhos eletrônicos transparentes a um passo da realidade!

A princípio, a gigante chinesa da tecnologia Huawei decidiu separar seu grupo de nuvem e inteligência artificial (IA). A empresa dedicou muitos recursos durante os 14 meses desde seu início.

A empresa sediada em Shenzhen acelerou suas mudanças no mercado de nuvem em resposta às sanções dos EUA sobre seus negócios de produtos de consumo. Em janeiro de 2020, combinou os serviços em nuvem e as unidades de IA para criar uma nova divisão.

De acordo com a empresa de análises Canalys, apesar de ter entrado tarde no jogo, a Huawei Cloud rapidamente se tornou o segundo maior provedor de serviços em nuvem da China no segundo semestre de 2020, com uma participação de mercado de 17,4%.

O investimento pesado feito pela Huawei

Relatórios recentes afirmam que a Huawei, aproveitando os sucessos recentes, investiu US $ 1,5 bilhão na nova divisão de serviços.

No entanto, fechar a divisão indica a luta dos fornecedores de hardware para competir com os jogadores de nuvem fortes no mercado, sejam empresas domésticas como Tencent e Alibaba, ou provedores globais como Amazon, Google e Microsoft.

De acordo com um memorando interno da Huawei visto por Caixin, a unidade de produtos de servidor e armazenamento se vai se tornar parte do Departamento de Produtos e Soluções para Internet da Huawei, que terá seu nome trocado para Solução de Produto ICT e lidará com pesquisa e desenvolvimento de produto.

No entanto, não é certo se isso significa que a Huawei está deixando o espaço da nuvem por completo, ou se o fechamento da divisão é apenas parte de uma reestruturação interna da empresa.

Fonte: techradar

O que você achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!