Os números de telefone e dados pessoais de mais de 553 milhões de usuários do Facebook foram publicados online gratuitamente por um usuário em um fórum de hackers de baixo nível, de acordo com o Business Insider. Pelo menos 100 países estão incluídos neste vazamento, com dados de 32 milhões de usuários nos EUA e 11 milhões de usuários no Reino Unido.

Netflix divulga bastidores da 2ª temporada de “The Witcher”

Essa violação inclui números de telefone, IDs do Facebook, nomes completos, locais, datas de nascimento, biografias e, em alguns casos, endereços de e-mail.

“O Insider analisou uma amostra dos dados vazados e verificou vários registros combinando os números de telefone de usuários conhecidos do Facebook com os IDs listados no conjunto de dados. Também verificamos os registros testando endereços de e-mail do conjunto de dados no recurso de redefinição de senha do Facebook, que pode ser usado para revelar parcialmente o número de telefone de um usuário. “

Para o Business Insider, Alon Gal, CTO da empresa de inteligência de crimes cibernéticos Hudson Rock, que descobriu os dados vazados no sábado, disse:

“Um banco de dados desse tamanho contendo as informações privadas, como números de telefone de muitos usuários do Facebook, certamente levaria a malfeitores tirando vantagem dos dados para realizar ataques de engenharia social [ou] tentativas de hacking.”

Não é a primeira vez que os dados de seus usuários vazam online no Facebook. Em 2020, a empresa de Mark Zuckerberg estava envolvida em uma situação polêmica em relação a questões de privacidade e confirmou que milhares de desenvolvedores conseguiram acessar dados de usuários inativos, o que é um comportamento inesperado.

Antes disso, houve a polêmica Cambridge Analytica, em que a empresa não só teve acesso aos dados de quem deu permissão para um ‘questionário de personalidade’ de terceiros, mas o Facebook permitiu ao aplicativo algum acesso aos dados de seus amigos também.

A empresa ainda não abordou esse novo vazamento de dados, mas pode ser o pior vazamento que o Facebook já envolveu.

Esta manhã, informamos que o CEO da Apple, Tim Cook, está sendo entrevistado na segunda-feira sobre as novas políticas de transparência de rastreamento de aplicativos da empresa. Cook também falará sobre as críticas do Parlor e do Facebook sobre essas mudanças de rastreamento. A citação do CEO da Apple não cabia mais no momento:

“Sim, Kara, não estou focado no Facebook. Então, eu não sei.”

Fonte: 9to5mac

O que você achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!