Atualmente, temos muitos navegadores alternativos ao Internet Explorer 11, que é como é chamado atualmente; alguns usam Edge ou Chrome e outros preferem ir por conta própria e usar alternativas que oferecem mais funções, como o Opera. Existem até navegadores especiais para dispositivos móveis.

É difícil calcular o número aproximado de vítimas de cyberbullying, de acordo com o Unicef.

No entanto, houve um tempo em que o Internet Explorer era o rei indiscutível, não porque era o melhor, mas porque era o mais confortável e acessível para o usuário. Por esse motivo, o lançamento da primeira versão do navegador da Microsoft é considerado um marco.

Em 16 de agosto de 1995, ou seja, há 26 anos, a empresa de tecnologia lançou o Internet Explorer, que logo foi renomeado para Internet Explorer 1.0.

O fato de vir integrado com o sistema operacional logo o tornou o navegador mais popular e usado. Isso acontecia a partir do Windows 98, já que, na versão de 1995, o Internet Explorer funcionava como um plug-in.

Como era a primeira versão do navegador Explorer?

O lançamento do Internet Explorer 3 em 1996 trouxe ótimas novidades, semelhantes às oferecidas hoje. Essa versão tinha suporte a CSS, miniaplicativos Java e controles Active X.

Esta é uma imagem da área de trabalho do Windows com os novos ícones.

Gravador de tela para PC: confira a lista com os melhores!

Desta forma, o Internet Explorer permaneceu por muitos anos como um dos navegadores mais populares. Isso durou até o surgimento de outros concorrentes, que logo chamaram a atenção dos usuários. Esse aumento da oferta marcou a queda do navegador usual, que com o passar dos anos deixou de ser o mais popular.

Um meme ambulante e sua futura aposentadoria em 2022

Recentemente, a Microsoft anunciou que o Internet Explorer 11 será a última versão de seu navegador, que será desativado em 2022.

Gradualmente, a empresa de tecnologia desencorajou seu uso para favorecer o Edge. Em algum momento, a própria empresa reconheceu os erros e a vulnerabilidade daquele que foi seu navegador mais representativo por vários anos.

A maioria das moedas digitais usa tecnologia blockchain.

‘Agnus’, a nova tecnologia blockchain da Microsoft que recompensará denunciantes de produtos piratas

Na verdade, um oficial de segurança cibernética da Microsoft alertou em 2019 que ele não deveria ser usado no trabalho diário e até publicou um artigo chamado “Os perigos de usar o Internet Explorer como navegador padrão”.

No momento, a empresa mantém este navegador apenas para sua compatibilidade com as empresas e a necessidade de suportar padrões anteriores de acesso à web.

Porém, a comunidade da Internet já está se despedindo do Explorer como ele merece, com muitos memes.

Fonte: hesperherald

O que você achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. Clique em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!