A Apple alertou aos usuários que o iPhone 12 e os recursos MagSafe podem interferir em aparelhos médicos, como o marca-passo. Isso por causa dos campos eletromagnéticos e ímãs dos itens da companhia. O comunicado vem de um artigo que foi publicado na parte de suporte do portal da empresa no último final de semana.

Torchlight 3: confira o review do game!

As recomendações vem do documento intitulado “Sobre os ímãs dentro do iPhone 12, iPhone 12 mini, iPhone 12 Pro, iPhone 12 Pro Max e acessórios MagSafe”. Além disso, na página, a companhia diz que os “ímãs e campos eletromagnéticos podem causar interferência em dispositivos médicos”.

“Embora todos os modelos de iPhone 12 contenham mais ímãs que os modelos anteriores de iPhone, não se espera que eles representem maior risco de interferência magnética em dispositivos médicos que os modelos anteriores de iPhone”, afirmam.

iPhone 12 e MagSafe podem interferir em marca-passo

No documento, a Apple diz que os dispositivos de marca-passo e os defibriladores também “podem conter sensores que respondem a ímãs e rádios em contato próximo”. Dessa forma, a companhia orienta que o usuário permaneçam com ambos em uma distância segura. Ou seja, acima de 15 centímetros ou 30 durante o carregamento sem fio, para evitar possíveis problemas.

“Fale com seu médico e com o fabricante do dispositivo médico para obter informações específicas sobre o seu dispositivo médico e para saber se você precisa manter uma distância segura entre o dispositivo e o iPhone ou os acessórios MagSafe”, recomendam, além disso. Por fim, “se você suspeita que o iPhone ou algum acessório MagSafe está provocando interferência no seu dispositivo médico, pare de usá-los”.

O que você achou do iPhone 12 e do MagSafe interferirem em marca-passo? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!